Apps

Villa em Pé

Sao Paulo, São Paulo
Sala de cocriação

Essa idéia evoluiu nos dois dias de co-criação intensos no auditório Ibirapuera nos dias 22 e 23 de Agosto e agora se chama "Sou Seu Vizinho" e está no link

http://festivaldeideias.org.br/ideas/738-sou-seu-vizinho

Deixei essa ideia aqui para que todos possam ver como é incrível o poder da co-criação se você se permitir aceitar todas as ideias por mais absurdas que possam parecer, e fazer um exercício de síntese, os resultados são extraordinários.

Muito obrigado a todos que colaboraram com minha idéia.

Rafael Pires

Resumo:

App e site de relacionamento online e offline com o objetivo de aproximar vizinhos de edifícios e condomínios por meio de seus interesses comuns e oportunidades de interesse mútuo, estimulando também o consumo consciente e a coleta seletiva.

Objetivo:

Obter o SeedCapital para iniciar esse negócio social, encontrar sócios e/ou parceiros que complementem minhas habilidades e conhecimentos. (quer ser meu sócio ou parceiro, colabore com a ideia)

Intenção:

Melhorar a relação vizinho-vizinho potencializando a civilidade, ecologia e oportunidades.

Missão:

Aproximar vizinhos para que eles convivam de forma mais humanizada e civilizada, como uma vila, tirando proveito das oportunidades coletivas gerando uma ruptura de cultura de consumo e consciência ecológica.

Visão:

Transformar cada edifício/condomínio em centros de potencialização econômica, ecológica e cívica.

Descrição detalhada

As oportunidades são infinitas e quase tudo cabe ou pode ser vendido em uma rede de moradores, essa minha ideia já tem uns 3 anos e entre 'aberturas' e 'fechamentos' optei por começar com algo que tivesse alto impacto socio-ambiental e que tivesse um grande valor para os moradores, atingir massa crítica para então desenvolver as soluções de consumo consciente e coleta seletiva na rede de moradores já estruturada.

Compra coletiva de supermercado

  • Cada morador terá no sistema um carrinho de compra
  • Ele escolherá os produtos que estão separados por categorias (secos e molhados, perfumaria, pães, etc...)
  • Ele paga
  • Ele convida mais moradores a comprar (on-line e off-line)
  • Todos os produtos de todos os moradores são enviados para gerentes dos supermercados da região
  • Cada gerente faz a cotação de preços e informa o desconto dado
  • Os moradores recebem as cotações dos supermercados, avaliam o custo/qualidade e escolhem um
  • A decisão democrática dos moradores será efetuada e o desconto será retornado no sistema para a próxima conta
  • O gerente é informado da conclusão da compra e recebe as listas descriminadas por apartamento

PROBLEMAS A SEREM RESOLVIDOS

  • Como receber as compras sem um morador presente?
  • Como receber as compras em prédios sem portaria?
  • Como simplificar a "estratégia de compra dos alimentos" ? ( ao meu ver os passos acima estão complexos e demorados)

Produto Mínimamente Viável

(close beta)

  • iniciar com os prédios em que moramos e de parentes
  • construir o site e e-commerce
  • apresentar a ideia e ferramenta para síndico e moradores
  • apresentar a ideia e ferramenta para supermercados da região
  • ter uma pessoa presente para fazer o acompanhamento da utilização da ferramenta pelos moradores e gerentes dos supermercados

MODELO DE RECEITA (MONETIZAÇÃO)

  • na primeira fase, close beta, só ficaremos com uma % do obtido na economia feita na compra de supermercado coletiva
  • depois do close beta e atingida a massa necessária de condomínios a ideia é cobrar uma % ou mensalidade, ainda a definir (colabore), para a logística da coleta seletiva que pode ser cobrada do condomínio, de cooperativas e até mesmo de empresas fabricantes obrigadas a recolher garrafas, latas e etc... pela nova lei da lógica reversa. (neste ponto busco pessoa envolvida com reciclagem com mais conhecimentos que eu para formatar melhor o produto.

INVESTIMENTO INICIAL (colabore)

  • desenvolvimento do site (parte institucional, logo e etc..) = R$10.000,00
  • desenvolvimento do e-commerce = R$15.000,00

lembra de mais algum item por favor adicione, não concorda com o valor altere e ponha o fornecedor

DEFINIÇÃO DE NEGÓCIO SOCIAL (regras propostas mas acato sugestões)

O Vilaempé será um *Negócio Social, conceito novo e ainda muito amplo em critérios e definições, mas que aqui neste caso seguirá as seguintes premissas:

  • Intencionalidade: todas as decisões estratégicas, de mercado, publitarias, governança e acionaria tem por critério obrigatório o consumo consciente, a ecologia e o fomento da cidadania
  • Governança: todas as decisões são equilibradas por indicadores sociais nunca sendo inferiores a indicadores financeiros.
  • Transparência: todas as contas são 100% transparentes e públicos, dos salários da diretoria aos estagiários, dos gastos publicitários à limpeza e escritório, tudo é aplicado na internet mensalmente. Todos os salários na média de mercado.
  • Precificação: o preço dos produtos e serviços são formatados de acordo com os custos (transparentes) mais taxa de crescimento acordada pelo conselho e acionistas* _ Responsabilidade Socia-ambiental: priorizar a utilização de mão de obra local, preferenciar cooperativas locais ajudando na organização e gestão, utilizar métricas de impacto socioambiental (GIIRS e/ou GRI).

colaboração Seiji

PROBLEMAS A SEREM RESOLVIDOS

  • Como receber as compras sem um morador presente?
  • Como receber as compras em prédios sem portaria?

esse 2 problemas podem ser resolvidos com o "vizinho camarada"

o "vizinho camarada" é cadastrado para receber as compras, sendo reciproco, ou seja, se vc é um "vizinho camarada" quem te cadastrou é tbm o seu "vizinho camarada"

vc viu a entrevista com uma as coordenadoras do Festival? http://jovempan.uol.com.br/videos/coordenadora-fala-sobre-o-projeto-do-centro-ruth-cardoso-66263,1,0

vc poderia colaborar com a minha ideia tbm? http://festivaldeideias.org.br/ideias/4-crowdbusiness/ideia/382-ponto-social-atuacao-local-representando-entidades-do-terceiro-setor-e-fortalecendo-entidades-locais

Gostou desta ideia? Talvez você curta estas também =)

  1. T.R.A.M.P.O. S/A

    Iniciada por Fabio Kontopp

    **INTRODUÇÃO** A T.R.A.M.P.O. S/A tem como objetivo criar um network on line entre os profissionais da área de eventos coorporativos, autointitulados “free lancer’s” e as agê...

    Redes de AprendizagemRedes de Aprendizagem
    • 5
  2. PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FLUXOS ECOSSISTÊMICOS

    Iniciada por Oswaldo Oliveira

    A idéia é criar um programa de investimentos privados porém de um novo tipo, que visa o desenvolvimento comum (no sentido de commons) e, portanto, não está sujeito às atuais reg...

    CrowdbusinessCrowdbusiness
    • 13
  3. Projeto: Minha Cidade Sem Corrupção

    Iniciada por Seiji Fujita

    Acreditamos que a base das relações humanas nasce do convívio na família, na comunidade, na cidade, no seu lugar. Queremos lutar contra a corrupção localmente. Para tanto vamos ...

    Social Good Brasil : só marque aqui se vc participa do projeto Social Good Brasil/SCSocial Good Brasil : só marque aqui se vc participa do projeto Social Good Brasil/SC
    • 4
Gostou

Colabore com referências e mais informações para o desenvolvimento desta ideia. Ajude a elaborar as necessidades e próximos passos!

Você precisa fazer login para poder colaborar.

Picture?type=square
Publicada há 1 ano atrás

PROBLEMAS A SEREM RESOLVIDOS Como receber as compras sem um morador presente? Como receber as compras em prédios sem portaria? SIMPLES: Será nomeado uma vez por mês um morador que terá a responsabilidade de receber toda a mercadoria, ou distrinjar a sede em células pois todos os produto seria levado para a célula e cada um iria buscar a sua compra a celular mais perto!

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Olá! Que excelente idéia!

Sou de porto alegre, e vou começar a engajar primeiro meu andar, depois quero tentar engajar todo meu bloco e depois o condomínio inteiro para recolhar as embalagens tetra pak=) Gostei muito das idéias que vi aqui!

guilacerda@gmail.com

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Muito boa a sua idéia.....
Mas Acredito que vc tem que iniciar com algo mais simples para então chegar na sua idéia.

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Precisa de Dicas pra sua ideia decolar?

http://festivaldeideias.org.br/ideias/5-redes-de-aprendizagem/ideia/724-toro-de-ideias-dicas-para-os-criativos-do-fdi

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Ei Rafael!

Parabéns pela idéia.

Você conhece o Neighborline? http://www.neighborline.com

Eles implementaram alguns conceitos parecidos com o que você está projetando. Por isto achei interessante deixar a referência aqui para você.

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Aos criativos selecionados na primeira fase do Fdi um convite:

http://festivaldeideias.org.br/ideias/5-redes-de-aprendizagem/ideia/724-toro-de-ideias-dicas-para-os-criativos-do-fdi

Responder
Picture?type=square
Publicada há quase 2 anos

Pessoal, compartilhando as oportunidades, mais uma iniciativa de crowdfunding

inscrições até 31/08

http://movimentohotspot.com/

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

MUITO LEGAL mesmo!

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

Gostei da sua idéia. Parabéns. Podemos colaborar com vc. Faço parte do grupo DNA Social e realizamos a mais de 15 anos trabalhos em comi idades, em especial condomínios. Veja a nossa pagina no Face e vamos conversar sim aqui no festival de idéias.

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

Rafael,
Primeiramente parabéns pela idéia, acredito que principalmente em cidades grandes como São Paulo seria ótimo se realmente existisse uma integração maior entre as pessoas nos prédios, condomínios e etc assim como acontece em cidades menores do interior. Com relação a parte da coleta seletiva que é onde posso contribuir um pouco, vejo algumas alternativas de geração de receita listadas a baixo mas a principal delas realmente seria a taxa de serviço para condomínios:
- Taxa de Serviço dos condomínios que se enquadram como grandes geradores de acordo com a nova política nacional de resíduos, reforçada pelo ponto de que cada indivíduo também é enquadrado como responsável de acordo com o principio da responsabilidade compartilhada;
- Taxa de Serviço dos supermercados: também de acordo com a nova política se tornam responsáveis por oferecerem soluções de destinação de resíduos para as embalagens que colocam no mercado;
- Logística reversa: é preciso criar uma forma de haver uma espécie de registro da saída dos resíduos para que essa informação seja vendida para grandes empresas junto com o banco de dados dos produtos consumidos. Nesse caso um ponto crítico para essa venda é volume.
- Por último, com relação as cooperativas de catadores, eles precisam ser enxergados como parceiros e devido ao baixo valor de mercado dos resíduos não acredito que seja possível cobrar deles também.

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

a idéia tem muito potencial, mas eu pensaria inicialmente em um PMV que envolvesse uma logística menos complexa, até ganhar massa crítica. Exemplo: caronas, diaristas compartilhadas, empréstimo de ferramentas, etc

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

@Safiri Felix, os exemplos acima já existem a ideia é inovar para conseguir massa crítica para aí então agregar essas plataformas

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

Rafa, pelo que entendi as compras de supermercado funcionariam como o sistema reverso de um site de compras coletivas, certo? Será que o fluxo não é muito demorado? Os supermercados teriam interesse no negócio? E as empresas interessadas em vender para os moradores, também terão essa opção? Dá pra fazer isso sem deixar o negócio muito consumista? Outra coisa, dá pra ter um sistema de trocas e vendas internas, reduzindo o descarte também, né? Falamos disso outro dia... Tipo o DescolaAí. Acho que ajuda a dar movimento pro negócio. Eu acho que ter um valor mensal pode ser melhor que cobrar por compra. O desenvolvimento de plug ins customizados de acordo com os interesses de cada vila pode ser um serviço extra... Beijos! =)

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

Nossa @Cristina Yoshida Fernandes, quantas perguntas, hehehehe... vamos por partes.
1- funcionaria como uma compra coletiva REAL, e não esse conceito de marketing fantasiado de compra coletiva do GrupOn e similares.
2- Acredito que os Supermercados terão interesse, mas acho que mais os pequenos mercados de bairro que terão mais autonomia para negociar descontos e que na verdade é meu objetivo, possibilitar que os pequenos compitam de forma justa com os grandes.
3- O universo aqui é infinito, estou escolhendo supermercados pra começar, outras empresas entraram em uma próxima fase.
4- Na ferramenta de compra, irei trabalhar conceitos de CONSUMO CONSCIENTE, DESCARTE SELETIVO, e CIDADANIA, assim a cada compra (semanalmente) o morador será convidado a esses novos conceitos.
5- Atingindo massa crítica e tamanho, a ideia é convidar sites como DescolaAí para integrar com o Villa em Pé
6- Acredito que a ideia, e meu objetivo, é encontrar uma forma para monetizar onde o morador ou condomínio não pague pelo uso da ferramenta, há muito valor para empresas e comercio local.
7- PUTA IDEIA o desenvolvimento de plug-ins , adotar a ideia de OPEN SOURCE pode ser uma bela sacada;

Beijos e OBRIGADÃO pela colaboração.

Responder
Picture?type=square
Publicada há mais de 2 anos

RAFA, GOSTEI MUITO..

Responder
Picture?type=square
Publicada há mais de 2 anos

Que utopia! Vamos correr atrás desta realidade....pergunta: qual seria o modelo ecônomico do serviço em si? Como você imagina a geração de receita? Por assinatura? Pergunto isso pois imagino que o sistema precisará de uma gestão contínua...

Responder
Picture?type=square
Publicada há 2 anos atrás

Muito obrigado pela sua pergunta, faltou colocar no projeto exatamente isso, já estou colocando.

Responder
Picture?type=square
Publicada há mais de 2 anos

muito boa!

Responder